Home

Há alguns anos atrás, a produtividade da mão de obra para confecções, girava em torno de 67%, em média. Usavamos diversos métodos para incentivar e motivar o pessoal envolvido na produção a melhorar esse índice sem muitos resultados positivos ou com resultados quase insignificantes e demorados.

Hoje sabemos com bastante certeza, que a essência e a excelencia da produtividade está nos processos de cobranças contínuas e permanentes, fixação de metas alcançáveis, tecnologia da informação e principalmente nas novas técnicas de fabricação com utilização máquinas e equipamentos de última geração.

A inserção de novas tecnologias nos processos produtivos, como as máquinas “direct drive”, processadores eletrônicos para diversas utilidades, coletores de dados e acessórios como os aparadores ou separadores de peças e os alimentadores de vieses, etc. Toda essa parafernália eletronica acaba por tornar as operações mais rápidas, com melhor qualidade e, obviamente com uma melhor eficiência por operadora.

Tenho feito algumas experiencias utilizando toda essa tecnologia para  motivar e incentivar as operadoras a atingir produtividades antes inimagináveis, criando uma nova metodologia de cobrança, onde a competividade sadia é estimulada, com medição individual, por operadora hora a hora, informando em tempo real os níveis alcançados por hora, dia e mês e, principalmente, outorgando prêmios de produção alcançáveis e justos.

Esse tipo de informação, não só motiva e incentiva, como também torna a premiação mais legítima e mais justa, já que não penaliza aquele que produz de fato. Tenho trabalhado com dois níveis de premiação um individual e, outro coletivo, sobre os niveis de produtividade alcançados pelo grupo, a partir de níveis superiores a 80% proporcionais, até o nível de 100%.

Esse novo método proporciona um significativo aumento da produtividade, sem a perda da qualidade, diminuindo sensilvelmente o retrabalho e faltas ao serviço, dando um ganho na relação “custo benfício” do processo produtivo, de forma que o retorno do investimento inicial na implantação do processo, se faz a curtíssimo prazo.

Obviamente, além da cobrança e da exposição do resultado, algumas outras providencias devem ser tomadas tais como, iluminação adequada, ventilação condizante com o ambiente de trabalho, limpesa e conforto para as operadoras.

Em síntese, podemos afirmar que utilizando-se as ferramentas certas e estimulando-se a competitividade sadia, individual e do grupo democraticamente de forma clara e transparente, estabelecendo-se metas baseadas em MTM e com essas informações divulgadas  em tempo real, é possivel sim a obtenção de niveis de produção, individuais e de grupos acima de 95% em média com picos de 100% da meta planejada.

Contato e outras informações:

M&M Assessoria Técnica para Confecções S/C
Ideias, Trabalho & Ação
Milton Saraiva Mota
Consultor de “chão de fábrica”
mmtec@hotmail.com
55 85 3055 0808 – 55 85 8752 4797

 


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s