Home

 

   Ferramentas para a Produtividade                           

     Em março de 1985, fui chamado por uma grande multinacional  da área de confecções de produtos moda praia, fitness e artigos esportivos em geral, de São Paulo, para visitar uma empresa terceirizadora de seus produtos, linha fitness e praia, e apurar porque a produtividade dessa empresa havia caído consideravelmente.

     A empresa em questão estava localizada em uma cidade do interior do Estado de Minas Gerais.

     Viajei então, numa quarta-feira,  para a agradável cidadezinha e por três dias analisei todo o processo produtivo: Rotas de Fabricação, Células de Produção; Tempos e Movimentos, conversei com o Gerente, Encarregados, Costureiras etc…, nada descobri.

     Já na sexta-feira à noite, estava na Rodoviária me preparando para viajar, pensando o que iria dizer no meu Relatório à empresa, quando encontrei, na Lanchonete da Rodoviária, uma Costureira da referida empresa que me reconheceu e começando a conversar comigo contou-me espontaneamente, que os salários estavam atrasados a mais de 15 dias e que todo mundo estava descontente.

     Ufa !!!. Finalmente havia descoberto os “motivos” na queda da produtividade. Apenas não entendia porque aquilo estava acontecendo já que a multinacional bancava os salários de sua terceirizadora integralmente, através de adiantamentos mensais depositados religiosamente todo dia cinco de cada mês.

     Adiei minha viagem, fui para o Hotel e esperei a chegada da segunda-feira.

     Estávamos ainda naquele período de inflação altíssima, o Gerente recebia o dinheiro, aplicava no mercado por quinze dias, atrasando o salário de todo mundo e embolsando uma bela quantia e, o que era pior, fazia todo o pessoal assinar os contra-cheques com a data em que deveria ser a do pagamento.

     Fiz meu relatório com depoimento de vários empregados da empresa e enviei para São Paulo.

     Porque esse relato ?

     Para mostrar que a produtividade de uma empresa passa por caminhos inimagináveis. Qualquer alteração na rotina pre-estabelecida pode ocasionar danos terríveis a motivação do pessoal de produção.

     No caso citado acima houve de fato um desvio de conduto que foi devidamente pudido.

     As ferramentas para produtividade podem ser resumidas em:

  • Compromisso mútuo entre a empresa e parceiros internos (honestidade)
  • Ambiente de trabalho saudável
  • Clima (Convivência harmoniosa entre as equipes)
  • Sinergia entre Líderes e comandados
  • Instalações, assentos ergométricos, refeitório, banheiros áreas comuns
  • Iluminação adequada
  • Ventilação adequada
  • Controle de poluição sonora
  • Limpeza
A tudo isso adicione-se uma administração transparente, democrática linhas de informações permanentes entre a empresa e seus parceiros. 
Lembre-se, a informação gera envolvimento que gera compromisso.

M & M Assessoria Técnica para Confecções S/C
Ideias, Trabalho & Ação
Milton Saraiva Mota
Consultor de “chão de fábrica”
mmtec@hotmail.com
55 85 3055 0808 – 55 85 8752 4797

Dê sua opinião. Comente!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s